História

O projecto Intervir surgiu pela primeira vez em 2001 no formato “Revista online  de Educação, Tecnologia e Política” com periodicidade trimestral e sem fins comerciais. A Linha Editorial então publicada é clara sobre os objectivos e preocupações da altura, ainda muito presentes no projecto actual:

  • “A ideia que norteou a criação desta revista  sustenta-se na necessidade, por nós sentida, de criarmos um espaço aberto de reflexão e partilha. Como nós, muitos cidadãos sentem que viver em sociedade implica intervenção.”
  • “Assim,  com INTERVIR procuramos criar mais um espaço de reflexão partilhada com todos aqueles que, como nós, se preocupam com o desenvolvimento do homem e da comunidade, em torno das dimensões educativa, tecnológica e política.”

A revista só durou 1 ano, foram publicados 4 números, mas tive o prazer, como principal responsável do projecto e desempenhando funções de editor e webmaster, de publicar textos de autores importantes como Pierre Levy, David Buckingham, Catherine Twomey Fosnot, Susan George, Badrul Khan, Morten Flate Paulsen, Philippe Quéau ou Howard Reinghold. A falta de disponibilidade da restante equipa levou ao fim da revista em 2002. Era uma tarefa demasiado exigente para esforços solitários…

Durante esta fase e até 2004, o projecto esteve alojado no endereço Intervir.org (wayback.archive.org/web/20040315000000*/http://www.intervir.org). Actualmente, a revista está desactivada mas os número publicados continuam disponíveis em  old.intervir.net/ Em 2004, por motivos alheios à nossa vontade, fomos vítimas de cybersquatting (en.wikipedia.org/wiki/Cybersquatting), o projecto Intervir migrou para um novo endereço, o actual Intervir.net. Iniciou-se então a segunda etapa de vida do projecto.

De 2004 a 2008, a Intervir.net assume-se como “um projecto de criação de uma comunidade virtual especialmente vocacionada para a educação”. Num formato radicalmente diferente do anterior, a Intervir evolui para um espaço partilhado onde “Todos os membros podem contribuir para as diferentes funcionalidades da página (i.e. calendário de eventos, directório de hiperligações, etc.), o projecto vive da iniciativa e contributo dos seus membros.” Por outro lado, a Intervir passa também a assumir uma nova dimensão de acção, pretendendo constituir “ponto de partida ou incubadora de outros projectos e actividades dos seus membros”. O Netinfância (projecto entretanto desactivado) é o melhor exemplo desta nova dimensão.

Em Agosto de 2008, a Intervir.net renova-se e, num certo sentido, evolui num formato próximo do da etapa anterior mas com preocupações e objectivos mais próximos do projecto inicial. A Intervir.net é um espaço orientado para a divulgação e discussão em torno da Liberdade na Educação, Tecnologia e Política. Conceitos e ideias como “software livre” (free software), “cultura livre” (free culture) ou “educação livre” (free education) estão presentes no nosso discurso e norteiam a nossa vivência. Apoiamos a utilização de Software Livre (i.e. Ubuntu GNU/Linux, Edubuntu, Blender, OpenOffice, etc.) e projectos que, partilhando princípios e preocupações semelhantes, promovam o acesso Livre ao conhecimento e cultura (i.e. Wikipedia, Creative Commons, Science Commons, Jamendo, Open Clip Art Library, MIT OpenCourseWare, etc. ).

Para comemorar a novidade, criámos um novo “banner” com os baby tux e baby gnu da Free Software Foundation (www.gnu.org/graphics/3dbabygnutux.html). E gostamos muito deles!

Presentemente, estamos alojados em servidores Linux e, depois de termos utilizado o Drupal (drupal.org/) durante 3 anos, adoptámos o WordPress (wordpress.org/) como plataforma de gestão de conteúdos. Disponibilizamos conteúdos diversos, num formato de blog coletivo, e apoio (incluindo alojamento) a diversos projectos.

No final de 2008 e inícios de 2009, a Intervir apoiou o surgimento de dois outros projectos que permitiam concretizar a intervenção em áreas de interesse mais específicas:

  • animaXion studioz era um espaço virtual, em português, de apoio a artistas da área da animação que pretendessem utilizar Software Livre nos seus processos criativos.

Estes projectos começaram ambos como subdomínios de Intervir.net mas seguiram caminhos distintos. O animaXion studioz autonomizou-se e tem agora um domínio próprio (www.animaxionstudioz.com/), procurando trilhar um caminho que lhe permita, num futuro próximo, vir a estabelecer-se enquanto estúdio de animação Livre. O ArtLibre.intervir.net mudou entretanto para português e, em 2011, decidiu unir-se ou fundir-se com a Intervir.net.

O ano de 2011 marca o início de mais uma nova etapa na história da Intervir. Continuamos o nosso caminho pelo “software livre” (free software), “cultura livre” (free culture) e “educação livre” (free education) acrescentando a estes a “arte livre” (free/libre art). O sucesso destes dois projectos (Artlibre.intervir.net teve 33,330 visitas e 4,405 visitantes entre 10/2008 e 01/2011; Intervir.net teve 464,574 visitas e 47,166 visitantes entre 07/2008 e 01/2011) sustenta o nosso optimismo para o futuro.

Seja bem-vindo(a)!
Nelson A F Gonçalves

 

Em caso de dúvidas, dificuldades ou sugestões pode contactar directamente o admin nafergo (nafergoATgmailDOTcom) ou, se se registar, utilizar o nosso formulário de contacto.

Deixar uma resposta